Relação entre dominadores bdsm é possível?

É… esta é uma pergunta que me fiz muitas vezes, resumidamente vou apresentar aqui minha opinião depois de tanto pensar a respeito disso. “Seria possível uma relação estável entre dois dominadores bdsm?”

Minha resposta para isso é -SIM! é possível, mas… não é fácil.

Por que não é fácil?

Não é fácil porque é como tentar juntar duas peças de ímãs pelo lado com a polaridade igual… pensa-se que as pessoas com perfil dominador têm levantes de teimosia, de autoritários que querem tudo de seu jeito, algo como tiranos ditadores. Mas isso não é de todo verdade… como no mundo baunilha, os dominadores também têm comportamentos diferentes, seguir as “regras” bdsm não os torna burros e incautos. Digo isso porque já me exemplificaram como estreita a visão de um dominador quando este quer a todo custo que tudo seja exatamente do jeito dele e eu discordo, se o dominador obviamente for um lorde. O que nem sempre acontece… e nem todo dominador é lorde, como nem toda submissa é puta, é… também já ouvi discussões homéricas acerca de submissas terem comportamento de putas.

O fato é que bater de frente só se bate quando se é marrento… e definitivamente marrento e dominador não precisam ter nada em comum. Como tem muito baunilha marrento que não é nem um pouco dominador… bater de frente na minha visão é uma forma errada de querer resolver as coisas… mas sabe aquela história de que alguém paga para não entrar numa briga mas dobra o preço para não sair? pois é… temos isso demais no bdsm, como em qualquer outro grupo. E justamente por ver o bdsm como algo natural e normal… absolutamente normal, é que digo que depende muito então das duas partes entenderem que há uma troca e que se elas forem inteligentes e sensatas, essa troca traz tantos benefícios, que não vejo porque não haver relacionamentos abundantes entre dominadores.

 

União no bdsm

 

Por que é possível?

É possível porque às vezes dominadores querem ter o bdsm sem o envolvimento que tanto prego que acredito ser fundamental em qualquer relação bdsm que se queira como plena. E como não ter envolvimento com um sub que você humilha, judia, castiga mas quer beijar… como não se envolver e deixar a parte submissa gozar? ver o bdsm e a parte dominadora como algo idolatrado e que não pode deixar a sub gozar porque isso pode quebrar o encanto e tirar a autoridade do dominador ou da domme é um erro na minha opinião. Mas isso acontece e pelo que tenho visto, em pelo menos 75% das vezes.

Então imagine uma domme linda, gostosa e sedenta, por sexo e por carinho… mas que não quer ceder e beijar um submisso, mesmo que ele seja lindo e muito interessante, porque ela não quer deixar transparecer que precisa também de carinho, atenção, gosta de satisfazer a outra parte, não só com desejos de dor, mas com amor, com beijos, carícias, afeto… É justamente essa domme que procura às vezes sem saber, um dominador que não esteja acima dela, nem que seja submisso ou switcher, mas que esteja lado a lado, para que ela possa trepar com ele, beijá-lo com vontade, sem queimar a imagem de dominatrix poderosa que ela é… por isso é que é possível.

OK, OK, algumas pessoas vão dizer que é um exagero, mas já observei isso, já conversei com pessoas que pensam assim e já vivenciei algo assim. Onde inclusive acredito que é possível eu mesmo me envolver com uma domme, desde que ela não queira me colocar uma coleira bdsm… e até compartilhar de sessões onde exercemos o papel de dominadores juntos. É o caso de muitos casais dominadores que existem por aí… e vale isso? -Claro! vale o que quisermos sentir, fazer, viver.

Agora, pensar nas coisas que iriam pegar quando um quiser tomar conta da situação e o outro não dar espaço para isso… ah! isso é simplesmente uma delícia! pense como é negociar com uma outra parte dominante?

O que você acha? viveu algo assim? sei que alguns dominadores nem iriam responder, mas é legal saber que posso provocá-los a pensar sobre isso. Eu adoro divagar e imaginar as situações.

Situações neo-bdsm hahahahha!

 

1 comentário em “Relação entre dominadores bdsm é possível?”

Deixe um comentário