Regras e conduta no BDSM

É sempre muito complexa a iniciação no BDSM, justamente porque acha-se que há uma aura misteriosa por trás de tudo, e que as coisas têm um jeito diferente de funcionar, em comparação ao mundo baunilha. O fato é que as coisas são iguais, com alguns conceitos adicionados apenas. E sempre caio em alguma discussão a respeito, de pára-quedas… E li um post recheado de metáforas, e quem me acompanha sabe que adoro metáfora, então resolvi compartilhar… Pois ele diz um pouco sobre como as coisas são, de forma diferente, com outro olhar. Apesar de eu não gostar de futebol, talvez seja uma linguagem palatável para alguém aí do outro lado.

Segue:

“Eu prefiro jogar futebol trombando nos jogadores adversários, assim eles caem no chão e não me atrapalham.”

Longe de caracterizar apenas “uma opinião”, aqui temos o que poderíamos chamar de ignorância…

O BDSM? Não é diferente.

Forma mais fácil de se distinguir o que é uma opinião de alguém, do que é um conceito ignorante?

Conheça as regras do jogo buscando BOAS fontes. Vá na raiz. No início. Pesquise!!!!!!!!!!!!!!

Não caia em conceitos só porque “muitos os defendem”…
– Ou pode acabar recrutado para uma “torcida organizada”,
dessas que só servem para organizar brigas violentas umas com as outras, e achar que está vivenciando uma parte legítima e saudável do futebol.
Nem aceite ou acredite piamente em algo só porque um famoso, ou seu melhor amigo, disse… Ou ainda porque “apareceu em um vídeo”…
– Ou pode acabar cismando que concurso de embaixadinhas é jogo de futebol, que um jogador autêntico quebra paredes se der bons chutes e até que determinado time é melhor que os outros sem qualquer base técnica.

2 – Se alguém lhe afirmar que…
…”Em sua época, o pó de arroz fazia parte do uniforme?”…
…”Verdadeiros jogadores jogam descalços ou só usam nike?”…
…”Ninguém pode jogar futebol vestindo jeans?”…
…”Só pode jogar futebol quem achou sua vocação cedo nisso?”…
…”Ou ainda que só é jogador quem joga em copas e está na TV?”…
…”O único futebol de verdade é o que existe em clubes oficiais?”…
…”Futebol de verdade joga-se tranquilamente no playstation?”…
…”No futebol ou se é goleiro, ou se é técnico ou se é jogador?”…
…”Que todo jogador experiente é bom técnico por natureza?”…
…”Jogar com as mãos faz do futebol um esporte completo?”…

Lembre-se que:
-> Alguns costumes são locais e mudam com o tempo.
-> Há espaço para entusiasmo com opções e gostos pessoais.
-> Amadores, profissionais e novatos equipam-se diferente.
-> O gosto por algo nem sempre aparece cedo.
-> Futebol é lazer e esporte antes de ser competição e exibição.
-> E, claro, sendo esporte ou lazer indepente de associações.
-> Que um fâ de algo vai sempre idealizar ser aquilo ao máximo.
-> Na vida pessoas mudam, momentaneamente ou de vez e isso é normal.
-> Mas nem sempre antiguidade significa boa formação.
-> E sim… Futebol tem regras. Quando ignoradas? Deixa de ser futebol!

3 – Antes de entrar em uma batalha de opiniões?
Questione suas fontes E as dos demais.
Faça o possível pra VOCÊ estar de acordo com boas fontes antes de mais nada.
Por vezes? Sim…
Será você o equivocado na história.
(E quanto antes perceber isso, melhor.)
…Mas nem sempre há um certo ou um errado…
…E, quando há? Isso vem de algo que possa ser provado.
(E aí parabéns se você for o lúcido e esclarecido.)

Dica óbvia? Preste atenção em detalhes.

No BDSM, é comum haverem fontes de qualidade duvidosa sendo referenciadas só porque são as mais acessíveis, conhecidas ou ainda por apregoarem que são as corretas sem qualquer base.
– Sejam CRITERIOSOS com suas fontes.
Também é comum o BDSM ser usado como pretexto, por quem tem segundas intenções, desviando-se de seu objetivo (o KINK mútuo, consentido e responsável).
– Tal e qual também fazem com o futebol as vezes. NADA está livre disso.
E “quem anda com porcos, farelo come”…
O ser humano é muito vulnerável à aceitar um “falso dogma” por estar emocionalmente ligado à quem apregoa determinada coisa.
Ou ainda por considerar aquilo uma identidade de grupo.
– Isso pode acontecer comigo, contigo e qualquer outro que não se policie. E se acontecer? Isso se torna obstáculo à evolução do praticante.

De resto? FIQUEM ESPERTOS!

Texto de Don Marco Alighieri

O post não é meu, como expliquei no início.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *