Baba Yaga – filme decepcionante

Mais um filme BDSM completo, para assistir on-line (mas não recomendo, não perca seu tempo)

Ontem assisti com a Flames a esse filme, é baseado numa lenda eslava:

“Baba Yaga é o arquétipo da bruxa eslava presente no folclore russo e de todo Leste Europeu. Ela é um personagem muito mais profunda e intrincada do que as bruxas presentes nos mitos da Europa Ocidental, uma figura que inspira sentimentos contraditórios de medo, respeito e esperança.

Seu nome é um testemunho de sua identidade, assim como as muitas lendas que a cercam. O termo russo “Baba” é geralmente considerado ofensivo entre os eslavos. Ele serve para designar um tipo de mulher vingativa, que vive reclamando, que é grosseiramente desgrenhada, uma verdadeira matrona que jamais casou ou foi realmente amada ao longo de sua existência. Seria o equivalente a uma solteirona, uma velha que é consumida pela inveja de todos que são felizes e que vai se tornando cada vez mais amarga, perversa e cruel com o passar dos anos. “Yaga” é mais frequentemente traduzido como “bruxa”, mas tem vários outros significados, como “feiticeira”, “malvada”, “traiçoeira” e até “serpente”, algumas vezes a palavra também é usada para descrever uma situação de perigo, de medo ou até de fúria.”

leia mais sobre a lenda em http://mundotentacular.blogspot.com.br/2014/05/a-lenda-de-baba-yaga-mais-temida-das.html

Mas, só vim escrever sobre ele porque quem diz que ele é BDSM mente, ou não assistiu… é uma porcaria!

Eu não tenho muito a falar dele, mas como haviam me indicado como um filme BDSM, cult, intenso, legal… e eu não concordo em nada com esses comentários, achei legal vir dar minha opinião sobre ele. Definitivamente ele não é um filme BDSM; a não ser a boneca que aparece com umas tiras de couro e um chicote que é usado em alguns segundos de filme, ele definitivamente não é um filme BDSM, não se engane.

E pior, na minha opinião, nada de salva nele… Talvez ele seja cult demais pro meu gosto. Mas enfim, se alguém gostar, e quiser comentar… Ou mesmo assim quiser assistir, o filme está completo on-line no link abaixo. Não gostei!

[box type=”warning”]  Para assistir esse filme, você precisa ser um usuário cadastrado, por ser conteúdo restrito. É rápido, você se cadastra e e confirma clicando num link em seu e-mail e pronto….[/box]

[protected]Para assistir diretamente no Vimeo o link é: https://vimeo.com/153975743 e a senha é: draconiano [/protected]

Ou se preferir, basta digitar a senha no vídeo abaixo e você assiste aqui mesmo… tem opção de tela cheia inclusive.

https://vimeo.com/153975743

Ano de produção: 1973

Esse é tão ruim, mas tão ruim que não merece nem uma capa e sinopse aqui. É um terrozinho barato e mal feito, dos anos 70.

E fico puto com essa mania de “adeptos do meio” acharem o máximo assistir ou falar dessas merdas de filmes e livros “cults” e associar essas coisas bizarras e estranhas ao BDSM, que mania de inventar que as coisas nonsense são legais! PQP!

Taí meu quinhão.

Filme BDSM – A Pele de Vênus

A-PELE-DE-VENUS-2013

Mais um filme BDSM completo, para assistir on-line

Ontem assisti com a Flames a esse filme, é baseado na obra de Sacher Masoch, e tem a pegada romântica/erótica que ele sabia imprimir nas suas obras. Vou assistir novamente a Vênus das Peles, que é diferente deste.

Eu gostei, é intenso, confuso (Polanski) e direto.

Um filme BDSM sem putaria, sem preconceitos tolos comuns dos filmes com a temática, com uma dose legal de erotismo e profundidade suficiente para entreter. Tem um quê de poesia, como quem lê Masoch, provavelmente já viu…

Gostei!

[box type=”warning”]  Para assistir esse filme, você precisa ser um usuário cadastrado, por ser conteúdo restrito. É rápido, você se cadastra e e confirma clicando num link em seu e-mail e pronto….[/box]

[protected]Para assistir diretamente no Vimeo o link é: https://vimeo.com/153773124 e a senha é: draconiano [/protected]

Ou se preferir, basta digitar a senha no vídeo abaixo e você assiste aqui mesmo… tem opção de tela cheia inclusive.

https://vimeo.com/153773124

Trecho do “Adoro Cinema”:

Ano de produção: 2013

A trama gira em torno de Vanda (Emmanuelle Seigner), atriz que se esforça para convencer o diretor Thomas (Mathieu Amalric) de que ela é a pessoa ideal para interpretar a protagonista de sua mais nova peça, inspirada em obra de Sacher Masoch.

Numa Paris chuvosa, o espectador adentra um teatro vazio para se deparar com uma figura solitária, que parece terminar de se arrumar para deixar o lugar. Eis que chega uma mulher atrasada para um teste, que insiste para o profissional deixá-la encenar o texto preparado. Este é o ponto de partida de A Pele de Vênus.

Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=M6PDw3Z83ds

Filme BDSM Venus-in-fur