Por um mundo mais “igual”

Ser igual, para ser diferente

Eu fui à festa BDSM no dia 24/07, no Projeto Luxúria, do querido Heitor, da qual eu falei neste link. Mas isso eu vou escrever depois, para contar como foi.

Hoje venho escrever que assisti a um making of que o Heitor (do Projeto Luxúria) participou, e que eu adorei a ideia, e acho que precisamos de pessoas que abram a cabeça e comecem a ver as coisas mais claramente, com mais respeito e humanidade. Chega de tanto preconceito e estupidez. E eu não perco essa exposição, vamos?

read more

Festa BDSM comemorando o dia 24/7

Projeto Luxúria em São Paulo

Uma das festas mais importantes do universo BDSM no Brasil

Não estou exagerando, já viajei para muitos estados e conversei com muita gente de outros estados, e definitivamente, fora de São Paulo, o BDSM engatinha, infelizmente. Mesmo em São Paulo, ainda acho que casas, bares e festas bdsm ainda são muito tímidas e parcas. MAS, o querido Heitor Werneck é um cara muito competente em fazer festa, eventos, e tudo o mais… E há 10 anos ele colabora muito com o meio BDSM, com suas festas e eventos que além de reunir muita gente de todas as tribos, tem sempre informação e workshop para os interessados.

Neste próximo final de semana, haverá a comemoração do dia 24/7, com uma festa amanhã dia 22/07 e um workshop no sábado 23.

Eu não costumo fazer recomendações, pois é difícil indicar algo que não se tem controle de qualidade sobre a coisa, e depois vem gente sem critério e sem noção, reclamar que eu indiquei e a coisa era ruim (no ponto de vista dele), como se eu tivesse que garantir a qualidade…

Porém, esta é A FESTA BDSM! Como temos muita limitação de eventos do meio BDSM no Brasil, ela é a única que presta mesmo… E por isso estou indicando. Já fui a muitas festas do Heitor, e se você não ficar sentado escondido no canto do bar, você vai aprender algo, conhecer pessoas legais, bater papos legais e ver muita coisa diferente.

Enjoy! http://www.projetoluxuria.com.br/

Segue uma pitada de como a festa é:

read more

Baba Yaga – filme decepcionante

Mais um filme BDSM completo, para assistir on-line (mas não recomendo, não perca seu tempo)

Ontem assisti com a Flames a esse filme, é baseado numa lenda eslava:

“Baba Yaga é o arquétipo da bruxa eslava presente no folclore russo e de todo Leste Europeu. Ela é um personagem muito mais profunda e intrincada do que as bruxas presentes nos mitos da Europa Ocidental, uma figura que inspira sentimentos contraditórios de medo, respeito e esperança.

Seu nome é um testemunho de sua identidade, assim como as muitas lendas que a cercam. O termo russo “Baba” é geralmente considerado ofensivo entre os eslavos. Ele serve para designar um tipo de mulher vingativa, que vive reclamando, que é grosseiramente desgrenhada, uma verdadeira matrona que jamais casou ou foi realmente amada ao longo de sua existência. Seria o equivalente a uma solteirona, uma velha que é consumida pela inveja de todos que são felizes e que vai se tornando cada vez mais amarga, perversa e cruel com o passar dos anos. “Yaga” é mais frequentemente traduzido como “bruxa”, mas tem vários outros significados, como “feiticeira”, “malvada”, “traiçoeira” e até “serpente”, algumas vezes a palavra também é usada para descrever uma situação de perigo, de medo ou até de fúria.”

leia mais sobre a lenda em http://mundotentacular.blogspot.com.br/2014/05/a-lenda-de-baba-yaga-mais-temida-das.html

Mas, só vim escrever sobre ele porque quem diz que ele é BDSM mente, ou não assistiu… é uma porcaria!

Eu não tenho muito a falar dele, mas como haviam me indicado como um filme BDSM, cult, intenso, legal… e eu não concordo em nada com esses comentários, achei legal vir dar minha opinião sobre ele. Definitivamente ele não é um filme BDSM; a não ser a boneca que aparece com umas tiras de couro e um chicote que é usado em alguns segundos de filme, ele definitivamente não é um filme BDSM, não se engane.

E pior, na minha opinião, nada de salva nele… Talvez ele seja cult demais pro meu gosto. Mas enfim, se alguém gostar, e quiser comentar… Ou mesmo assim quiser assistir, o filme está completo on-line no link abaixo. Não gostei!

 Para assistir esse filme, você precisa ser um usuário cadastrado, por ser conteúdo restrito. É rápido, você se cadastra e e confirma clicando num link em seu e-mail e pronto….
Member Login

Ou se preferir, basta digitar a senha no vídeo abaixo e você assiste aqui mesmo… tem opção de tela cheia inclusive.

Ano de produção: 1973

Esse é tão ruim, mas tão ruim que não merece nem uma capa e sinopse aqui. É um terrozinho barato e mal feito, dos anos 70.

E fico puto com essa mania de “adeptos do meio” acharem o máximo assistir ou falar dessas merdas de filmes e livros “cults” e associar essas coisas bizarras e estranhas ao BDSM, que mania de inventar que as coisas nonsense são legais! PQP!

Taí meu quinhão.

read more

Filme BDSM – A Pele de Vênus

A-PELE-DE-VENUS-2013

Mais um filme BDSM completo, para assistir on-line

Ontem assisti com a Flames a esse filme, é baseado na obra de Sacher Masoch, e tem a pegada romântica/erótica que ele sabia imprimir nas suas obras. Vou assistir novamente a Vênus das Peles, que é diferente deste.

Eu gostei, é intenso, confuso (Polanski) e direto.

Um filme BDSM sem putaria, sem preconceitos tolos comuns dos filmes com a temática, com uma dose legal de erotismo e profundidade suficiente para entreter. Tem um quê de poesia, como quem lê Masoch, provavelmente já viu…

Gostei!

 Para assistir esse filme, você precisa ser um usuário cadastrado, por ser conteúdo restrito. É rápido, você se cadastra e e confirma clicando num link em seu e-mail e pronto….
Member Login

Ou se preferir, basta digitar a senha no vídeo abaixo e você assiste aqui mesmo… tem opção de tela cheia inclusive.

Trecho do “Adoro Cinema”:

Ano de produção: 2013

A trama gira em torno de Vanda (Emmanuelle Seigner), atriz que se esforça para convencer o diretor Thomas (Mathieu Amalric) de que ela é a pessoa ideal para interpretar a protagonista de sua mais nova peça, inspirada em obra de Sacher Masoch.

Numa Paris chuvosa, o espectador adentra um teatro vazio para se deparar com uma figura solitária, que parece terminar de se arrumar para deixar o lugar. Eis que chega uma mulher atrasada para um teste, que insiste para o profissional deixá-la encenar o texto preparado. Este é o ponto de partida de A Pele de Vênus.

Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=M6PDw3Z83ds

Filme BDSM Venus-in-fur

 

read more

Mais poesia BDSM

velas blind vendas BDSM“Vou te provocar até você gozar com minha dor que te dou vem me abrir e sinta nossa brincadeira de luxo da luxuria que grita a nos chamar se me ama ou me odeia esta aqui junto a mim para brincar de quero mais você sabe o que tem que fazer me pegar e me ter em suas mãos afinal tenho sido um anjo mau que esta a sorrir com sua perversão salivo de desejos e te deixo fazer o que quiser… sinto seu gosto e nunca sera o mesmo uma noite basta… apenas pra começar nosso lado selvagem.”

por Lorien El @Direitos Autorais Reservados

read more

Rape play

rape-playRape play é uma prática de estupro consentido

Há alguns anos eu me interesso por práticas e comportamentos que são um tanto difíceis de se entender à primeira vista. O estupro consensual é uma dessas… E já a pratiquei algumas vezes, por eu gostar de blind date, o rape play acaba trazendo elementos muito parecidos e anda em paralelo com a prática.

É preciso antes de tudo deixar claro que é uma prática CONSENSUAL, não é um estupro real, nada é feito contra a vontade das partes envolvidas.

Eu sempre tenho conteúdo guardado para publicar, poemas, fotos, filmes, vídeos, artigos, mas minha falta de tempo acaba adiando isso. Há alguns anos eu li um post no Orkut, exatamente sobre o rape play, que com uma visão de leigo, explica superficialmente, mas pode servir para abrir uma discussão calorosa a respeito do tema.

Segue na íntegra:

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Por: Isy Sousa (10 de novembro de 2014)

Você sabe o que é Estupro Consensual?

Que Estupro é hediondo eu NÃO TENHO A MENOR DÚVIDA, mas também sei que muitas mulheres têm essa fantasia, que nesse caso é o “estupro consensual”.

Tem uma comunidade no orkut onde alguns participantes dão a sua opinião do que vem a ser essa prática: “Pelo que entendemos é um falso estupro, combinado entre as partes, e desempenharem seus papeis como se fosse verdadeiro”. “É O Faz DE CONTA DE UM ESTUPRO SÓ QUE COM PERMISSÃO”.

Na minha opinião é mais uma das fantasias que envolvem o sexo e embora muita gente não entenda…Bom, eu também não entendo ainda muitas coisas e nem por isso elas deixam de existir…E de serem reais.

Se o estupro é uma violência traumatizante pra uma mulher, porque o estupro consensual dá prazer? Porque o cérebro sabe que é UMA FANTASIA, uma situação simulada que não tem comparação com a violência que ocorre quando uma mulher é pega a força, sem desejar o ato.

No estupro o não É NÃO, na fantasia o NÃO é apenas uma fala do roteiro que aquela fantasia necessita pra se desenvolver e que não tem relação com o que MUITOS estupradores alegam quando dizem que quando uma mulher diz não, está querendo dizer…

Eu estava falando com um amigo dia desses e conversávamos sobre isso. No dia seguinte ele me mandou um texto simulando uma situação assim…

O texto contem algumas abreviações, mas achei melhor deixar assim, como me foi mandado…Deu uma narrativa mais “real” (além de que isso aqui não é aula de português, claro…rs)

MAS não esqueça que não estamos falando de “estupro” como crime e sim de uma FANTASIA adulta realizada por dois adultos de livre e espontânea vontade.

Uma fantasia que você tem todo direito de não curtir… De não se excitar.

No início do texto ele me contou que é meu namorado e que estou voltando tarde da noite pra casa de ônibus… Ele está me esperando no ponto de ônibus… Começo a andar em direção a casa…O lugar está deserto então ele chega por trás de mim…

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Creio que o restante da cena, vocês possam completar… Inclusive, se alguém quiser enviar uma continuidade, posso publicar aqui com prazer.

Eu diria que a prática está mais ligada a SM, e que a pressão psicológica pode ser elevada, se uma cena for bem feita. Os riscos são os comuns das práticas SM e as possibilidades de cenas são infinitas.

Um exemplo bom do que pode ser feito está num vídeo que postei há algum tempo neste link sobre BDSM na fazenda. (conteúdo para assinantes)

Que tal debatermos sobre isso? Alguém quer falar sobre suas experiências com rape play, ou mesmo vontades? Pode dar sua opinião contrária ou a favor, elas serão publicadas, desde que haja respeito.

read more